Carlos Vergara

Santa Maria RS, 1941
Vive e trabalha no Rio de Janeiro RJ

Mudou-se para o Rio de Janeiro, após viver em São Paulo no início da década de 1950. Em 1963 dedica-se ao desenho e à pintura, realizando estudos com Iberê Camargo (1914–1994), e configurando-se como um dos artistas essenciais das vanguardas neofigurativas brasileiras da passagem dos anos 1950 para os 1960. Atuando também como cenógrafo e figurinista de peças teatrais, suas pinturas figurativas dos anos 1960, de cores sólidas e aspecto gráfico, experimentavam materiais industriais na abordagem de temas políticos, econômicos e sociais do Brasil daquele momento. Durante a década de 1970, utiliza a fotografia e filmes super-8 para continuar a estabelecer reflexões sobre a realidade. O Carnaval passa a ser também objeto de sua pesquisa. Durante os anos 1980, volta à pintura, empregando pigmentos naturais e minérios e a partir dos anos 1990 realiza uma série de monotipias, em paralelo à renovação do seu interesse pelos suportes explorados nas décadas anteriores.



Acessibilidade | Fale conosco | Imprensa | Mapa do Site