Festival Ecrã debate games como parte do universo audiovisual

Parceiros desde a primeira edição, o Festival ECRÃ e a Cinemateca do MAM apresentam desde 2017 um panorama de produções e experimentações audiovisuais através de longas, médias e curtas-metragens, além de videoartes, instalações e performances. Devido à pandemia de Covid-19, pelo segundo ano, o ECRÃ e a Cinemateca utilizarão o ambiente online para apresentar as obras selecionadas e uma série de debates.

Em 2021 o ECRÃ apresenta novidades na programação como os games na programação. São quatro jogos produzidos no Brasil e um nos Estados Unidos. O game “Coisas que perdemos no fogo” de Thays Pantuza e Zumbido Audiovisual foi produzido com apoio da Cinemateca do MAM e aborda a conservação de filmes e memória. Outra novidade é o programa “Novas Películas Espanholas”, focada em três realizadores radicados na Espanha que dedicam seus trabalhos ao Super 8 e ao 16mm.

Ao todo serão apresentadas 121 obras e o festival promove ainda debates e mesas com realizadores de filmes selecionados e também duas mesas especiais: uma sobre a edição de filmes experimentais promovida pela EDT e a segunda, em parceria com a Cinemateca do MAM, celebra a chegada dos games ao festivais para conversar sobre a história, conservação e memória desses objetos culturais. A mesa vai contar com a participação de, Rian Rezende (diretor e curador de games do ECRÃ), Thays Pantuza (realizadora), Rafael Zamorano (pesquisador) e mediação de Ines Aisengart Menezes (Preservacionista audiovisual).

A quinta edição do Festival ECRÃ é online e o acesso para todas as obras e mesas são gratuitas. Nomes consagrados como Ken Jacobs, Emma Penaz Eisner, Alex Cox, Kevin Jerome Everson, James Benning, Takashi Makino, Liliana Colombo, entre tantos outros, estão na programação do evento. Convidamos para aproveitar este vasto cardápio de abordagens e pensamentos acerca do audiovisual entre os dias 15 e 25 de julho.

A programação completa pode ser consultada em: https://www.festivalecra.com.br.

Aproveitem
Daniel Diaz, Pedro Tavares e Rian Rezende, diretores do Festival ECRÃ

DEBATE

O debate “Jogos eletrônicos, patrimônio audiovisual?” acontece no sábado, 24 de julho, às 20h. Com a participação de Rafael  Zamorano, Rian Rezende e Thays Pantuza. A mediação é de Ines Aisengart Menezes. Assista gratuitamente no YouTube do MAM Rio e do Festival Ecrã.

Informações:
cinemateca@mam.rio



Acessibilidade | Fale conosco | Imprensa | Mapa do Site