Três décadas brasileiras pela cinefilia

Curadoria: Bruna Toscano e Pedro Lovallo

Quais os melhores filmes brasileiros dos últimos trinta anos? A mostra Três décadas brasileiras pela cinefilia se estrutura a partir de uma ampla lista, organizada pelo crítico Pedro Lovallo e  elaborada a partir da contribuição de mais de 150 cinéfilos e entusiastas da arte cinematográfica.  A proposta foi pedir uma lista de vinte filmes favoritos das décadas de 1990, 2000 e 2010 para este amplo grupo. A partir dessa lista, que inclui filmes de todos os países, selecionamos os filmes brasileiros que se destacavam. A programação traz os três mais bem votados filmes brasileiros de cada década, totalizando nove obras seminais da filmografia nacional.

Assista em https://vimeo.com/channels/cinematecadomam.

Programação:

SEG 7 JUN – DOM 13 JUN 
Programa 1 – Anos 90

O vigilante de Ozualdo Candeias. Brasil, 1992. Com Walter Carlos, Rogério Costa e Bárbara Fázio. 80’. Classificação indicativa: 16 anos + O viajante de Paulo César Saraceni. Brasil, 1999. Com Marília Pêra, Jairo Mattos, Leandra Leal, Nelson Dantas. 118’. Classificação indicativa: 14 anos

SEG 7 JUN – TER 8 JUN (disponível por 24 horas)
Alma corsária de Carlos Reichenbach. Brasil, 1993. Com Bertrand Duarte e Jandir Ferrari. 112’. Classificação indicativa: 16 anos

O vigilante de Ozualdo Candeias.

O viajante de Paulo César Saraceni.

Alma corsária de Carlos Reichenbach.

SEG 14 JUN – DOM 20 JUN 
Programa 2 – Anos 00

O signo do caos de Rogério Sganzerla. Brasil, 2003. Com Eduardo Cabús, Guaracy Rodrigues, Helena Ignez. 80’. Classificação indicativa livre 

SEG 14 JUN – TER 15 JUN (disponível por 24 horas)
Jogo de cena
 de Eduardo Coutinho. Brasil, 2007. Documentário. 105’. Classificação indicativa livre 

SEG 14 JUN – TER 15 JUN (disponível por 24 horas)
Falsa loura 
de Carlos Reichenbach. Brasil, 2007. Com Rosanne Mulholland, João Bourbonnais e Djin Sganzerla. 103. Classificação indicativa: 16 anos

O signo do caos de Rogério Sganzerla.

Jogo de cena de Eduardo Coutinho.

Falsa loura de Carlos Reichenbach.

SEG 21 JUN – DOM 27 JUN 
Programa 3 – Anos 10

Garoto de Júlio Bressane. Brasil, 2015. Com Marjorie Estiano, Gabriel Leone, Josie Antello. 76’ Classificação indicativa livre + Já visto jamais visto de Andrea Tonacci. Brasil, 2014. Documentário. Classificação indicativa livre + A frente fria que a chuva traz de Neville D’Almeida. Brasil, 2015. 80′  Classificação indicativa 16 anos.

Garoto de Júlio Bressane.

Já visto jamais visto de Andrea Tonacci.

A frente fria que a chuva traz de Neville D’Almeida.

Informações:
cinemateca@mam.rio



Acessibilidade | Fale conosco | Imprensa | Mapa do Site