24 de março de 2021

Este mês | Meses anteriores | A seguir

AGOSTO 2021

VISITAS EDUCATIVAS

VISITAS AGENDADAS ONLINE

TER 3, 10, 17, 24 e 31 AGO . 10h e 14h
QUI 5, 12, 19 e 26 AGO . 10h e 14h
Visitas online com duração de 40 minutos para grupos de escolas, ONGs, dentre outras instituições, abordando um dos seguintes temas: Colecionismo e o Acervo do MAM Rio; História e Arquitetura do MAM Rio; e a exposição Estado bruto. – visitas ocorrem a partir de dinâmicas e jogos conduzidos por educadores.  Vagas: 45 por visita. Classificação indicativa livre

Agendamento através do formulário: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSccESZY7jFip9JPKYRZQBe_3ztqRfaWREOEnjVY_TiSeaNVAA/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0

VISITAS PETROBRAS

Os educadores acompanham grupos de até oito pessoas de qualquer idade, em que dialogam e compartilham olhares, leituras e significados em relação às exposições do MAM Rio. Vagas: 8 por visita. Agende em www.mam.rio/ingressos

DOM 1, 8, 15, 22 e 29 AGO

10h30 – Uma volta pelas exposições – A visita propõe uma visão panorâmica da programação a partir da exposição Estado bruto, em cartaz, instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu? Vagas: 8 Classificação indicativa livre.

Agendar em www.mam.rio/ingressos.
Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

13h30 – Arquitetura MAM – Visita com foco no edifício, projetado por Affonso Eduardo Reidy, e nos Jardins do MAM, de autoria de Roberto Burle Marx. A arquitetura e o paisagismo como arte. Vagas: 8 Classificação indicativa livre.

Agendar em www.mam.rio/ingressos.
Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

15h – Uma volta pelas exposições A visita propõe uma visão panorâmica da programação a partir de Estado bruto, exposição em cartaz, instigando relações de contrastes e aproximações a partir da reflexão: o que pode ser um museu? Vagas: 8. Classificação indicativa livre.

Agendar em www.mam.rio/ingressos.
Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência.

VISITAS SOB MEDIDAS

QUINTAS E SEXTAS – 10h e 11h30

Monte um grupo de seu relacionamento para ter acesso exclusivo – exposições antes do horário de abertura do museu para o público. Com ingresso de valor diferenciado, o grupo terá direito a reserva no estacionamento e acompanhamento de educadores, que irão propor circuitos de visitação a cada grupo a partir de um percurso previamente escolhido. São apenas duas sessões diárias, para grupos de até 8 pessoas, e seguem todos os protocolos de segurança sanitária. Agendar em www.mam.rio/ingressos

Percursos à escolha: 

Paisagens imaginantes – Como vemos e sentimos os lugares por onde passamos? A proposta da visita é fazer um percurso da paisagem que vemos na área externa do museu até – paisagens reais ou imaginadas, externas ou internas, presentes nas diversas exposições em cartaz.  

História do MAM – Ao longo de sua história, o MAM Rio realizou inúmeras exposições que marcam até hoje expressões e linguagens das artes visuais, assim como tornou-se um polo para múltiplos eventos e movimentos artísticos na cidade desde sua inauguração. O percurso sugere uma imersão na história do MAM Rio através de exposições, arquitetura, obras e jardins.

Arquitetura MAM – Um percurso através da arquitetura de Affonso Eduardo Reidy enquanto obra motriz. A visita propõe um olhar sobre o marco da arquitetura moderna para além de um recipiente de exposições ou vanguardas artísticas no Rio de Janeiro, mas como obra que instala-se no território da cidade.

VISITAS MEDIADAS

AOS SÁBADOS . 15h – 16h
Visitas às exposições, percorrendo obras e práticas artísticas, a partir das perspectivas de educadores, postas em diálogo com as do grupo. No mês de agosto, as visitas serão em torno do tema “tempo” como elemento presente na exposição em cartaz no MAM Rio. 

Vagas: 12. Classificação indicativa livre
Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência. 

ACERVO EM FOCO
SÁB 28 AGO . 14h
Reino distante, de Márcia X com Shion Lucas 
Diálogo sobre a obra da artista Márcia X de 1998 que integra a exposição Estado bruto, e que faz parte do acervo do MAM Rio. A visita faz parte do projeto Acervo em Foco, dedicado uma conversa sobre uma obra do acervo do MAM, estudando junto com os públicos suas singularidades e suas histórias, explorando diversos caminhos para entender sua possível relevância nos contextos da arte e da cultura.

Vagas: 12. Classificação indicativa livre
Distribuição de pulseira na bilheteria com 30 minutos de antecedência. 

PALESTRAS e CONVERSAS

TER 03 AGO . 10h – 12h
Tecnologia educacional e inclusão digital, com Carla Vieira, Alexandre Rosado e 

Cristiane Taveira

Debate sobre o uso de novas tecnologias e ferramentas digitais para fins educacionais e a utilização destas plataformas para a educação de pessoas com deficiência. A palestra faz parte do Ciclo de Palestras Arte, Educação e Cultura Digital que torna público os debates realizados no projeto Expresso Educação – Residência Professor Pesquisador.

Vagas: 50.
Inscrições online: formulário. https://mamrio.typeform.com/to/NC7LnFQx

Convidados:

Carla Vieira é Bacharel em Sistemas de Informação pela USP e mestranda em Inteligência Artificial pela USP. Atua como engenheira de software e foi reconhecida como Google Developer Expert em Machine Learning. Participa como co-organizadora da comunidade perifaCode, buscando levar a tecnologia para dentro das periferias.

Alexandre Rosado é doutor em Educação (PUC-Rio, 2012) com parte da pesquisa desenvolvida no CREMIT (UCSC) em Milão, Itália. Mestre em Educação (UNESA, 2008) e graduado em Comunicação Social (UGF, 2004). Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Ensino Superior do INES atuando no curso de Pedagogia e no Mestrado Profissional em Educação Bilíngue, em que é coordenador adjunto (2019-2021), com temáticas na área de educação, mídias e tecnologia.

Cristiane Taveira é doutora em Educação pela PUC Rio. Professora das redes municipal e estadual por 20 anos. Atualmente é professora Adjunta da área de Educação Bilíngue do Departamento de Ensino Superior do Instituto Nacional de Educação de Surdos (DESU/INES). Tem experiência na área de Tecnologia Assistiva, Educação Bilíngue (Libras, Língua Portuguesa), Letramento Visual e Materiais didáticos voltados para Escolas Bilíngues de surdos, principalmente, Monografias videografadas em Libras.

O projeto Expresso Educação é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pela JSL e Multiterminais, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

QUA 11 AGO, – 19h

Conversa online de Linn da Quebrada

Conversa com a multiartista Linn da Quebrada sobre seus trabalhos como performer e roteirista, abordando ferramentas para a produção artística de um programa de podcast no museu. O evento faz parte da Residência Pesquisa em Artes, na qual Linn da Quebrada participa como propositora de oficina para as artistas residentes durante o mês de agosto. Mediação: Camilla Rocha Campos.

Vagas: 50. Inscrições online: https://mamrio.typeform.com/to/UzfhVUR5

Linn da Quebrada é uma artista multimídia e agitadora cultural conhecida pela sua carreira na música, na TV e no cinema. Em 2021, disseca algumas de suas principais provocações sobre o atual mercado musical e o fazer artístico em seu novo disco, Trava Línguas (Natura Musical), enquanto cria ideias e experimentos baseados no que mais lhe chama atenção: o transtornar-se em meio a uma celebração do fracasso.

A Residência Pesquisa em Artes recebe no MAM Rio 12 artistas e pesquisadoras durante 8 meses, criando situações de diálogo entre profissionais do campo da arte e contribuindo com a formação desses profissionais e seus posicionamentos frente às dinâmicas de se fazer e circular arte. É patrocinada por Beck’s e Grupo PetraGold.

OFICINAS

A partir de QUA 4 AGO
Oficina online Meditando com Catavento, com Bruno Baltazar

Neste mês, nosso convidado é o educador Bruno Baltazar, que propôs a oficina Meditando com Catavento, mostrando que é possível se concentrar e manter o foco brincando. Com poucos materiais, a criança pode aprender os conceitos básicos da meditação de maneira lúdica e divertida. A oficina faz parte do projeto Para Fazer em Casa, atividade online para crianças de todas as idades, disponível em www.vimeo.com/mamrio

________________________________________________

Oficina de Patins, com Gustavo Carilo
SÁB 7 AGO . 10h – 13h
Esta oficina explora as relações entre o corpo em movimento e o espaço externo do MAM Rio. Os públicos são convidados a aprender a andar de patins, experimentar o corpo e o deslize sobre rodinhas. A oficina faz parte do projeto Zona Aberta, que propõe práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio. 

Zona Aberta é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura, pela Adam Capital e Deloitte, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS.

Vagas: 12, por ordem de chegada. Classificação indicativa livre. O equipamento necessário será disponibilizado durante a oficina.

Dançar em Patins, com Gustavo Carilo
SÁB 21 AGO . 10h – 13h
A oficina dá continuidade à proposta de explorar as relações entre o corpo em movimento e o espaço externo do MAM Rio. Desta vez, os públicos serão convidados a executar coreografias sobre rodinhas. A oficina faz parte do projeto Zona Aberta, que propõe práticas artístico-pedagógicas nos jardins e demais áreas externas do MAM Rio.

Vagas: 12, por ordem de chegada. Faixa etária: livre. O equipamento necessário será disponibilizado durante a oficina.

Cursos

MAM PARA EDUCADORES
17, 18 e 19 AGO das 19 – 21h
Arte, Educação e Acessibilidade. Com Ana Regina Campelo, Lua Cavalcanti e Rosana  Grasse. 
Vagas: 95.  Inscrições online: formulário https://mamrio.typeform.com/to/wqvLlCju

O curso propõe refletir sobre o campo da educação com atenção para pessoas com deficiência a partir de perspectivas diferentes, desde a arte como lugar de saber produzidos por outros corpos não normativos.  Além de propor novos desafios ainda a serem alcançados no âmbito da educação formal no Brasil, compreendendo os avanços já alcançados e as possibilidades de tornar a escola um lugar mais acessível e inclusivo para a diversidade de pessoas com deficiência.

Ana Regina Campello

Profa. Dra. Ana Regina Campello a) Curso de Pedagogia – Departamento de Ensino Superior – INES; b) Pesquisadora e Líder do Grupo de Pesquisa: Instrução em Libras como L1 e L2; c) Professora Colaboradora do Curso de Mestrado Profissional da Diversidade e Inclusão – CMPDI/UFF; d) Professora Colaboradora do Curso de Doutorado de Ciência, Tecnologia e Inclusão – PGCTIn/UFF; e) Professora de Pós Graduação do INES (Especialização) e Coordenadora do próximo Curso de TRADINES (Especialização); f) Tradutora e Intérprete da LP para Libras e vice versa e ASL e g) Proficiente em Prolibras (Libras – Ensino e Tradução/Interpretação) e Celpre-BRA (Língua Portuguesa).

Lua Cavalcanti

Lua Cavalcante é artista, educadora e mulher com deficiência. É tecnóloga em Fotografia, no momento está concluindo a formação em Pedagogia e se aventura pelos caminhos da Pedagogia Griô, um projeto de comunidade/humanidade que tem como foco a expressão da identidade, o vínculo com a ancestralidade e a celebração do direito à vida. No presente, ela compõe a equipe de mediadoras do Programa EducAtiva, no Museu Nacional da República Honestino Guimarães. Lua foi Orientadora de Público no IMS Paulista e Arte Educadora no CCBB DF. Lua se coloca como corpo-artístico-político-pedagógico propondo reflexões sobre quais lugares reais, imaginários e encantados esse corpo habita e opera.

Rosana Grasse
Professora de Libras. Trabalha através da Oficina de Literatura em LIBRAS na Educação Infantil do INES.  Teve experiências com as oficinas sobre poesia em LIBRAS e artística teatral. É formada em Letras/Libras. Possui especialização em Educação de Surdos pelo INES. No momento cursando o mestrado no mesmo instituto.

 Mediação: Gilson Plano e Daniel Bruno

CURSO COLECIONISMOS CONTEMPORÂNEOS
SEG, das 19h as 21h de SET, OUT, NOV.
O curso visa contribuir com a formação de profissionais no campo da gestão de coleções, objetivando contribuir com a formação, teórica e prática, para a expansão do acesso aos acervos culturais enquanto patrimônios históricos. Com o objetivo de oferecer um panorama amplo das diversas vertentes que compõem essa área do conhecimento, cada módulo deste programa focará em uma perspectiva diferente: materialidades, imaterialidades e medialidades. As atividades serão desenvolvidas sob formatos distintos, tais como conferências, estudos de casos, compartilhamento de práticas e encontros para debates; com inscrições gratuitas e livres, e certificação pelo MAM Rio.

Carga horária: 30 horas distribuídas por três ciclos mensais – realizados ao longo dos meses de setembro, outubro e novembro – com encontros virtuais, através da plataforma digital do museu, sempre nas noites das segundas-feiras.

Datas: setembro –  06, 13, 20, 27;  outubro –  04, 11, 18, 25;  novembro – 01, 8, 22, 29.
Horário:  19h – 21h
Vagas: 60.

_

Agendar visita

Saiba mais sobre as atividades de Educação e participação do MAM Rio.